sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Vídeo mostra que sonda New Horizons está pronta para encontrar Plutão

video
Em menos de um ano, a partir de agora, a sonda New Horizons, começará seu encontro com Plutão. Enquanto a maior aproximação está programada para acontecer em Julho de 2015, o Long Range Reconnaissance Imager, ou LORRI, começará a fazer imagens do sistema de Plutão seis meses antes. A primeira missão a Plutão tem sido esperada por muito tempo, e o novo vídeo acima, gerado pela equipe da New Horizons conta o que tem sido feito para enviar a sonda mais rápida já construída a uma jornada de 5 bilhões de quilômetros para Plutão, sua maior lua, Caronte, e além do Cinturão de Kuiper. A sonda tem estado a caminho da fronteira do Sistema Solar, nos últimos 8 anos, desde que foi lançada em 19 de Janeiro de 2006. No final de Abril de 2015, a sonda em aproximação fará fotos de Plutão que irão superar as melhores imagens já feitas até hoje do planeta anão, pelo Hubble. No seu ponto de encontro mais próximo com Plutão, a sonda passará a 10.000 km do objeto – e aí um mundo totalmente novo se abrirá para as câmeras da sonda. Se a sonda New Horizons voasse sobre a Terra, a essa mesma altura, suas câmeras poderiam ver prédios individuais e as formas das construções no solo do nosso planeta. “A humanidade não tem uma experiência como essa, ou seja, encontrar com um novo planeta, a muito tempo”, disse Alan Stern, o principal pesquisador da New Horizons. “Tudo que observarmos de Plutão será uma revelação”. Provavelmente novos corpos planetários serão descobertos durante a missão em adição às cinco luas já conhecidas de Plutão: Caronte, Styx, Nix, Kerberos e Hydra. “Existe a possibilidade real que a New Horizons descubra novas luas e até mesmo um sistema de anéis”, disse Stern. Não importa o que ela descubra, disse Stern, será uma viagem fantástica. “Estamos voando em direção ao desconhecido”, disse ele, “e não se tem pista do que realmente podemos encontrar”. Acompanhe a contagem regressiva e muito mais sobre a missão New Horizons, em: http://pluto.jhuapl.edu/.

Créditos: Cienctec

Nenhum comentário:

Postar um comentário