segunda-feira, 1 de julho de 2013

Orbitando um buraco negro

video

Como seria orbitar um buraco negro? Como a forte gravidade do buraco negro pode alterar significantemente a passagem da luz, as condições na verdade pareceriam muito estranhas. Por um lado, todo o céu seria visível, já que mesmo as estrelas localizadas além do buraco negro teriam sua luz curvada em direção ao olho do observador. Por outro lado, o céu perto do buraco negro apareceria de forma significantemente distorcido, com mais e mais imagens de todo o céu visíveis cada vez que se chegasse mais perto do buraco negro. Mais visualmente incrível, talvez, seria a imagem das partes mais externas do céu, completamente contido dentro de um círculo facilmente discernível e conhecido como Anel de Einstein. Orbitar um buraco negro, como é mostrado no vídeo acima gerado a partir de simulações computacionais cientificamente precisas, mostraria as estrelas que passam quase diretamente atrás do buraco negro como se estivessem fechando rapidamente ao redor do Anel de Einstein. Embora as imagens das estrelas perto do Anel de Einstein possam parecer se mover mais rápido que a luz, nenhuma estrela, na verdade se move tão rapidamente. O vídeo acima é na verdade parte de uma sequência de vídeos que explora visualmente o espaço perto do evento de horizontes de um buraco negro.

Fonte: APOD

Nenhum comentário:

Postar um comentário